Portugal em chamas: Pedrógão Grande

Portugal está de luto... pelas 62 vítimas mortais em Pedrógão Grande, pelos vários feridos e pelas corporações de Bombeiros que lutam contra o fogo, em diversas frentes, apesar da falta de meios suficientes.
A Natureza zangou-se com o nosso canto à beira-mar plantado. A causadora foi uma trovoada seca que atingiu uma árvore; o incêndio foi-se alastrando por matas e aldeias, levando consigo casas e pessoas, carros e animais.




Todos os verões vivemos este terror, com o coração nas mãos pelo medo do fogo, que leva consigo vidas, lugares e o trabalho de muitos. E todos os anos se põe a mesma questão: por que não são limpas as matas durante o ano, antes do pesadelo começar?


Desta vez não há mão criminosa, não podemos culpar e encarcerar o trovão que nos atingiu a todos, um país de 11 milhões, unidos pela solidariedade e apoio às vítimas e Bombeiros. Somos pequenos, mas há em nós muita grandeza, que isso seja um exemplo para os nossos governantes!
Temos prisões cheias de mão-de-obra, subsidiados, voluntários... Vamos evitar os males, antes mesmo de chegarem até nós! Vamos colocar essas pessoas a trabalhar pelo bem comum, a justificarem os gastos que dão ao país e os impostos que para isso pagamos.


Quatro crianças perderam a vida, no meio da tragédia. A estrada nacional 236-1 completamente carbonizada, com carros e pessoas que tentavam fugir às labaredas. Habitantes locais a tentarem salvar as suas casas, até ficarem sem luz e água. Gritos de desespero de quem vê o fogo consumir tudo, sem poder fazer mais nada.


Durante todo o fim-de-semana, várias iniciativas fizeram chegar água, leite, bens de consumo não perecíveis e fruta, aos nossos Bombeiros. Que povo solidário e unido é o nosso!


Neste momento, em forma de agradecimento, foi informado que a capacidade de armazenamento para estes foi esgotada, mas continuam a existir outras formas de contribuição:

- A Caixa Geral de Depósitos abriu a conta solidária "Unidos por Pedrógão" para apoio às vítimas:

Conta Solidária da Caixa:
0001 100000 330

IBAN: PT50 0035 0001 00100000330 42
BIC/SWIFT: CGDIPTPL

"SOS Bombeiros"
Entidade: 20484
Referência: 027994508

- A RTP e a MEO disponibilizam um linha solidária de apoio à Liga dos Bombeiros Portugueses:
760 200 800, contribuição de 0.60€, mais Iva;

- A SIC também criou uma linha solidária, "Um Abraço a Portugal" de apoio a vítimas e corporações:
760 100 100, com a doação de 0,50€ por chamada.


Temos centenas de pessoas desalojadas, múltiplos feridos e 62 mortos contabilizados. Vamos tentar contribuir para os que ficaram e para os nossos heróis, muitos deles voluntários, que só são celebrados na tragédia.
Quanto aos que se foram, que sejam recordados como lição para o futuro!

O nosso Mundo ficou mais triste nestes dois dias... Oh, mãe Natureza, manda a chuva para limpar as nossas matas e salvar as nossas aldeias!